Difusão cultural do acervo musical

Desde 1995 uma equipe de músicos ituanos, hoje ligados ao Museu da Música – Itu, tem se dedicado à transcrição de obras de compositores locais para serem executadas pelo Coro da Associação Cultural Vozes de Itu. Esta atividade é fundamental para a difusão cultural do repertório, para que o material se torne um elemento vivo da cultura na atualidade, um patrimônio presente na vida de Itu.
O elenco de obras pesquisadas (encontradas já transcritas) ou restauradas (transcritas) é expressivo. Ao todo foram trinta e sete obras Uma listagem também serve para se ter noção do volume já pesquisado e trazido à vida.
As obras foram transcritas por Alfredo Abbati, Luís Roberto de Francisco, Paulo Longarez, Rafael Gavioli e Vinícius Gavioli.

 

Do Padre Jesuíno do Monte Carmelo (1764-1819)
Canto da Verônica – desde 1998
Matinas de 5ª feira Santa - 9º Responsório - Caligaverunt Oculi Mei. desde 2000.
Pange Lingua...Corporis, desde 2004.
Procissão de Palmas, desde 2005.
Paixão e Turbas para o Domingo de Ramos, desde 2007 (primeira audição universal)
Ladainha em Sol menor, nova transcrição e execução desde 2007.
Matinas do Menino Deus, transcrição pela Profa. Lenita Nogueira, com apoio cultural do Museu da Música – Itu. Primeira audição universal com coro e orquestra em 2009.

 

De Miguel Archanjo Benício da Assumpção Dutra (1810-1875)
Ofertório do 1º Domingo da Quaresma, 1842 – desde 2010
Ofertório do 2º Domingo da Quaresma, 1842 – desde 2010

 

De Manoel Álvares Lobo (1831-1902)
Improperium Expectavit Cor Meum, transcrição e primeira audição em 1996.

 

De Elias Álvares Lobo (1834-1901)
Três Horas de Agonia ou As Sete Palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo no Calvário – 1867, transcrição e primeira audição em 1995.
Sanctus do Credo 3º - desde 1997.
Agnus Dei do Credo 3º - desde 1997.
Veni Sancte Spiritus, desde 1997.
Ópera “A Noite de São João” - Abertura e Rondó Final – 1859, partitura impressa, desde 1999
Hymno Republicano de São Paulo - partitura impressa, desde 1999.
Chá preto, sinhá – lundu - partitura impressa, desde 1999.
Nerina Maga Estrela - modinha - partitura impressa, desde 1999.
Motetes para a Procissão de Passos – 1869, desde 2001)
Kyrie (Missa 13ª) – 1889, transcrição e primeira audição em 2001.
Motetes “Neste mês de alegria” e “Deus de bondade”, transcrição e primeira audição em 2001.
Septenário da Imaculada Conceição – Intróito – 1887, transcrição e primeira audição em 2001).
Ofertório da Missa de Réquiem – transcrição e primeira audição em 2008.
Tractus – Deus meus, respice in me – transcrição e primeira audição em 2010.

 

De Tristão Mariano da Costa (1846-1908)
Mandatum Novum - 1876 - transcrição e primeira audição em 1996.
Missa nº 8 transcrição e primeira audição em Piracicaba, em 1997.
Motete Adoremus, desde 1997.
Popule Meus, do Ofício de 6ª Feira Santa – 1876 – transcrição e primeira audição em 2000.
Matinas de Quarta feira santa, 1876 – transcrição e primeira audição em 2003.
Ofício de Ramos (1876), transcrição e primeira audição em 2006.
Paixão e Turbas para Domingo de Ramos (1876), transcrição e primeira audição em 2006.
Missa de Réquiem (1874) – transcrição e primeira audição com coro e orquestra em 2008.
Tractus – Domine, audivi auditum tuum – transcrição e primeira audição em 2010.
Tractus – Eripe me - transcrição e primeira audição em 2010.

 

De José Mariano da Costa Lobo (1857-1892)
Antifona das Matinas de 5ª Feira Santa – 1880 - transcrição e primeira audição em 1999.
2º Responsório - Velum Templi das Matinas de 5ª Feira Santa – 1880 - transcrição e primeira audição em 2000.
Motetes para a Procissão de Passos (1882) - transcrição e primeira audição da versão original desde 2008.
Quadrilhas para piano – transcrição e primeira audição em 2007, no 150º de seu nascimento.

 

De Tristão Mariano da Costa Júnior (1880-1935)
Ausência Cruel – 1902, desde 1999.