Folia de Reis

A Folia de Reis é uma das mais antigas manifestações da religiosidade popular na região sudeste. Recorda com suas danças e seus cantos as tradições poéticas dos tempos coloniais. Trazida para o Brasil pelos portugueses, evoca os três Reis Magos que ao avistar a Estrela de Belém, saíram em busca do Menino Jesus para louvá-lo. O grupo de Folia de Reis Maria José foi fundado em 1978, por Antonio dos Santos, o Mestre da Folia. Com nove integrantes, o grupo procura manter a tradição da Folia, com seus rituais próprios de chegada e de partida, que são transmitidos através das gerações, conforme os mais velhos vão dando lugar a novos integrantes.

 

Sua formação: mestre, contra-mestre, palhaços, contralto, tiple e contra-tiple, tala e contra-tala, apresenta-se em vistosas roupas coloridas, com violas e vários outros instrumentos, cantando de porta em porta e angariando donativos para a festa do dia seis de janeiro, Dia de Reis. Nessas ocasiões, que acabam se transformando em verdadeiras festas nas ruas por onde passam, entram nas casas que se preparam com fartas mesas de comes e bebes, cantam e às vezes encenam pequenos autos de natal. Os donativos que recebem são pregados à bandeira que sempre traz a imagem do Menino Jesus ou dos Reis Magos.

 

A Folia de Reis tem sede no bairro Pirapitingui e também se apresenta nas ruas centrais da cidade, anualmente, por iniciativa da Associação Cultural Vozes de Itu.